Buscar

Cremesp participa de última sessão da CPI da Prevent Senior marcada pela divulgação de seu relatório


A presidente do Cremesp, Irene Abramovich, esteve presente desde o início nas sessões da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), instituída no dia 7 de outubro de 2021, a fim de investigar a Prevent Senior, e acompanhou os depoimentos feitos. A CPI terminou nesta segunda-feira (4) com a aprovação do relatório final da Comissão, que pede o indiciamento de 20 pessoas por 52 crimes somados.


O Cremesp, em outubro de 2021, realizou uma grande inspeção para apurar as irregularidades nos hospitais da operadora e, assim, foram identificadas falhas graves durante a pandemia. Dessa forma, o Conselho possui 25 sindicâncias abertas envolvendo colaboradores da empresa, por suposto descumprimento de diretrizes médicas na época.


Irene Abramovich, em depoimento para a Comissão, afirmou que a Prevent Senior também não havia fornecido as informações de prontuários de pacientes solicitadas para dar prosseguimento às investigações.


Os 20 indiciamentos foram relacionados a cinco crimes diferentes, entre eles: homicídio, perigo para a vida ou saúde de outrem, omissão de socorro, crime contra a humanidade e crime de falsidade ideológica. Os delitos possuem ligação com o uso do ‘kit covid’, composto por medicamentos ineficazes contra a doença, e pesquisas em seres humanos sem autorização dos órgãos competentes.


Entre os indiciados, dois são os sócios proprietários do plano de saúde, que não compareceram em nenhuma das reuniões das quais foram convidados a prestar esclarecimentos. Além deles, o diretor da operadora e 17 médicos também responderão pelos crimes acima.


O presidente da CPI, vereador Antonio Donato, reforçou que a Comissão foi parte da batalha contra o negacionismo, e que por serem crimes, os erros cometidos não podem ser apagados.


O relatório final propõe uma série de ações fiscalizatórias e investigativas em relação à situação fiscal, trabalhista e operacional da empresa e será encaminhado para o Ministério Público de São Paulo, que irá decidir se prosseguirá com os indiciamentos. O documento também será compartilhado com o Cremesp, Policia Civil e Ministério Público do Trabalho.


#cremesp #barsanti #pediatra #medicina #pediatria #preventsenior #medico #cpi #medica #covid19 #direito #pandemia #idoso