Buscar

CFM se manifesta sobre a situação em Manaus e o enfrentamento à covid-19


O Conselho Federal de Medicina (CFM) manifesta solidariedade aos pacientes internados com covid-19 e aos familiares daqueles que faleceram em função dessa doença em Manaus. A grave situação enfrentada na capital do Amazonas está sendo monitorada pelo CFM, que pede às autoridades que disponibilizem, com urgência, todos os recursos humanos, materiais e financeiros necessários.


A autarquia publicou nota neste sábado (16) na qual agradece os médicos e demais profissionais de saúde que, ao longo dos meses, têm se desdobrado, além de seus próprios limites, para cuidar dos pacientes.


Veja a íntegra do documento abaixo:


CFM se manifesta sobre a situação em Manaus e o enfrentamento à covid-19


O Conselho Federal de Medicina (CFM) manifesta solidariedade à população de Manaus. A trágica situação enfrentada pela capital do Amazonas colocou o País em alerta diante do drama de milhares de famílias afetadas diretamente pela covid-19. A situação confirma a urgente necessidade de respostas das autoridades aos problemas constatados: fadiga nas equipes, falta de leitos de internação e UTI e desabastecimento de medicamentos e insumos, como EPIs e cilindros de oxigênio, entre outros.


Essa situação inadmissível carece de solução imediata e não pode se repetir em qualquer local. Para tanto, o CFM reforça aos gestores a importância do planejamento das ações em saúde, prática fundamental para se manter a qualidade da assistência e, assim, salvar vidas. A desorganização, a ausência de prioridades e a falta de monitoramento e de fiscalização no uso de recursos públicos devem ser repudiadas e combatidas em todos os níveis de gestão.


Desde o início da pandemia, de forma isenta e transparente, o CFM tem oferecido subsídios aos gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) para aperfeiçoar o atendimento contra a covid-19. Inclusive, advertiu sobre riscos envolvendo a infraestrutura disponível. Em 2020, levantamentos feitos com base em números oficiais mostraram que leitos hospitalares habilitados para atender os pacientes com covid-19 não deveriam ser desativados, mas incorporados à rede assistencial.


Além disso, com o apoio dos Conselhos Regionais de Medicina (CRMs), fiscalizações passaram a ocorrer de modo sistemático para corrigir problemas que prejudicam pacientes e profissionais, a partir de informações coletadas por meio de plataforma criada com essa finalidade. Essas são apenas algumas das ações do CFM em apoio à luta contra a covid-19 que confirmam o compromisso da autarquia com os brasileiros e milhares de profissionais que atuam de forma heroica na linha de frente contra a pandemia.


Em defesa da medicina e daqueles que dela precisam, o CFM continuará mobilizado na cruzada contra a covid-19, como neste momento, em que conclama todos a apoiarem e participarem da campanha de vacinação contra essa doença. Neste sentido, os brasileiros devem seguir as orientações do Programa Nacional de Imunização (PNI), que deve determinar o acesso aos imunizantes validados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sendo essencial manter o distanciamento social, higiene pessoal e uso de máscaras mesmo após tomar a vacina.


Finalmente, o CFM agradece os médicos e suas equipes que, ao longo dos meses, têm se desdobrado, além de seus próprios limites, para cuidar dos pacientes. São homens e mulheres que personificam o que há de melhor no ser humano e, por isso, merecem todo o respeito, reconhecimento e valorização em meio a essa crise sanitária.


Com o esforço e a união de todos e as conquistas do conhecimento médico e científico, o CFM confia que o Brasil superará a pandemia de covid-19, trazendo para sua população a esperança de alcançar um tempo onde será possível aproveitar convívio de amigos e familiares.


Brasília, 16 de janeiro de 2021.


CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA


#CFM #Barsanti #Medicina #Manaus #Medico #Pediatria #Direito #Enfermagem