Buscar

CFM defende acreditação de escolas médicas no Brasil, em audiência com ministro da Educação


O presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Mauro Ribeiro, e o 1º secretário da entidade, Hideraldo Cabeça, participaram de audiência com o ministro da Educação, Milton Ribeiro. No encontro, promovido pelo deputado federal Eduardo Costa (PTB-PA), que é médico, os representantes da categoria propuseram discussão sobre acreditação de escolas médicas. Na oportunidade, foi apresentado, em resumo, o Sistema de Acreditação de Escolas Médicas (Saeme), mantido pelo CFM. Houve discussão sobre qualidade de cursos de medicina no Brasil.


“Atuando em defesa da qualidade do ensino médico, o CFM tem investido no desenvolvimento do Saeme, criado em 2017. Dois anos depois, ele recebeu o reconhecimento da World Federation for Medical Education. A medida confere reconhecimento internacional e o eleva à condição de único acreditador de escolas médicas brasileiras com registro no WFME”, explicou Ribeiro. Até o momento, o programa já certificou 32 programas de graduação, a partir de critérios específicos.


Ensino – Durante a reunião, foram apresentadas ao ministro da Educação as preocupações da categoria com aspectos do ensino médico, que interferem diretamente no exercício da medicina no País. Além da acreditação, temas como a abertura de novas escolas médicas no País e a ampliação de vagas em cursos já existentes, bem como residência médica, foram abordados no encontro, realizado na terça-feira (1º).


Na oportunidade, o presidente do CFM comentou junto ao ministro Milton Ribeiro a defesa da manutenção da portaria do Governo que suspendeu os editais para abertura de novas escolas. Ele ainda ressaltou as complicações decorrentes do aumento do número de cursos num curto período. Entre 2011 e 2020, o total de escolas médicas no País passou de 162 para 342.


Também participaram da reunião, na sede do MEC, Wagner Vilas Boas, secretário de Educação Superior (SESU); Danilo Dupas Ribeiro, secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior (SERES); assim como técnicos e assessores do Governo e do CFM.


Nova reunião – Durante a tarde do dia 1º, houve um segundo encontro com os dois secretários do Ministério da Educação – Wagner Vilas Boas e Danilo Dupas. Também participou o diretor de Desenvolvimento da Educação em Saúde da SESU, Sergio Santos.


Na ocasião, foram discutidos pontos específicos relacionados à Residência Médica, esclarecidas algumas dúvidas do CFM e decididos encaminhamentos sobre temas de interesse. Dentre eles, foi alinhada uma nova apresentação sobre o projeto de acreditação de cursos de medicina com base na experiência do Saeme.


#CFM #Barsanti #Acreditação #Direito #Medicina #Enfermagem